Connect with us

Geral

Google admite que pode estar a induzir os utilizadores em erro com o Pixel 6

Published

on

Há algumas semanas revelamos aqui que a Google poderia estar a enganar os utilizadores sobre a velocidade de carregamento do seu novo smartphone, o Pixel 6. Isto acontece porque, tal como outras marcas, a Google não fornece qualquer carregador com o seu novo smartphone, e sugere aos utilizadores que compre o seu carregador de 30W, que é o adequado para o Pixel. No entanto, os testes realizados demonstram que os equipamentos não tiram proveito dessa velocidade de carregamento.

Agora, a Google admite que os seus equipamentos não suportam os 30W de velocidade de carregamento, e a sugestão do carregador pode realmente induzir os utilizadores em erro. A empresa afirma ter optimizado a bateria do Pixel 6 e 6 Pro “para altas taxas de carga quando o nível da bateria está baixo”. O grupo explica que o Pixel 6 pode atingir uma carga de 50% em cerca de 30 minutos usando seu carregador USB-C de 30W e atingir 80% em cerca de uma hora. Para maximizar a longevidade da bateria, ambos os smartphones reduzem gradualmente a potência de carregamento quando a bateria chega perto de 100%.

Pixel 6 não tira proveito de um carregador de 30W

Existem também alguns detalhes. Assim, a Google diz que o Pixel 6 em carregamento com fio pode chegar aos 21W, já o Pixel 6 Pro, chega aos 23W. Estamos, portanto, longe dos 30 W apregoados pela Google com a venda de seu carregador. Além disso, os 21 e 23 W mencionados aqui para carregamento com fio são idênticos aos do carregamento sem fio.

Finalmente, o Google diz que projectou o Pixel Stand de 2ª geração, que tem um ventilador de resfriamento activo e uma tomada de parede para “fornecer a potência máxima necessária para carregar rapidamente os 2 equipamentos”.

FONTE

Este artigo foi originalmente publicado no Noticias e Tecnologia

Continue Reading
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Geral

Venom 3 vai mesmo ser uma realidade

Published

on

By

O Venom 3 vai mesmo ser uma realidade, e quem o garante é a sua própria produtora, a Amy Pascal, que informou essa situação na sequencia do Venom: Let There Be Carnage, e que dá conta de que os trabalhos em torno do novo filme já começaram.

“Estamos agora na fase de planeamento”, disse Amy Pascal em relação ao Venom 3. “Mas o nosso objectivo é fazer com que todos venham e vejam No Way Home”, acrescentou ela, referindo-se ao novo filme do Homem-Aranha que chegará em breve aos cinemas.

Tom Hardy interpretou Venom pela primeira vez no filme de 2018. Seguindo a história do repórter investigativo Eddie Brock, o filme serve como a história de origem para o simbionte Venom – uma entidade parasita alienígena que se convida a entrar no corpo de Eddie. A sequência, Venom: Let There Be Carnage, que estreou este ano, certamente abriu as portas para mais filmes do género. Apesar das críticas mistas, o filme tornou-se o sexto filme de maior bilheteira de 2021, arrecadando 483,26 milhões dólares.

Já começaram os trabalhos em torno e Venom 3

Mas será que veremos Venom no MCU ainda antes da chegada do Venom 3? É altamente possível. Aqueles que viram Venom: Let There Be Carnage sabem os motivos da minha afirmação. E Kevin Feige, o presidente da Marvel Studios, implicitamente confirmou que “As conotações óbvias da banda desenhada entre Venom e Homem-Aranha são inerentes. Assim que a Sony fez o filme Venom e funcionou tão bem, e Tom Hardy se tornou tão icónico como Venom, a pergunta óbvia é: como começar a fazê-lo?”

De sua parte, Amy Pascal diz: “Existem os filmes maravilhosos que a Sony faz. Depois tem o universo Marvel, os filmes Verso-Aranha e todos nós temos muito cuidado em trabalhar juntos para que haja algo para todos”.

FONTE

Este artigo foi originalmente publicado no Noticias e Tecnologia

Continue Reading

Geral

Microsoft anuncia novo NotePad para o Windows 11

Published

on

By

A Microsoft anunciou a disponibilidade de um novo NotePad para o seu mais recente sistema operativo, o Windows 11. Como é normal, os primeiros utilizadores a terem o privilégio e o utilizar, são aqueles que estão no programa Windows Insider que estão no canal Dev para actualizações de software.

A principal novidade deste novo NotePad no Windows 11 é o seu visual. Na verdade, a interface evoluiu e ficou mais moderna para se adaptar melhor ao sistema operativo da Microsoft. Isso inclui cantos arredondados, o design Mica e muito mais.

Ainda a nível visual, a aplicação agora suporta o modo escuro. A Microsoft explica que esse foi um dos novos recursos mais solicitados pelos utilizadores, por isso a empresa fez-lhes a vontade. Além disso, a aplicação adapta-se automaticamente ao tema usado no Windows 11, não sendo necessário fazer a troca. Mas, para aqueles que desejam, uma configuração manual está disponível para forçar o modo claro, ou escuro.

No entanto as novidades não ficam por aí, a Microsoft redesenhou a interface para localizar e substituir elementos do texto. Também há suporte para cancelamento de vários níveis. Então, novamente, a Microsoft diz que este foi um dos recursos mais solicitados.

Novo NotePad chega com tema escuro

A Microsoft informa que a nova versão do NotePad no Windows 11 actualmente apresenta alguns problemas. Eles são conhecidos e, portanto, serão corrigidos com o passar do tempo. Afinal, ainda é uma versão de teste, portanto, deve esperar possíveis problemas ao usá-la. A Microsoft acrescenta que deseja melhorar o desempenho ao abrir grandes ficheiros com a sua aplicação.

Ainda não há informações sobre a data de disponibilização da nova versão para todos os utilizadores. Deve-se notar também que esta é uma mudança visual, mas não há (pelo menos por enquanto) nenhuma novidade em particular.

FONTE

Este artigo foi originalmente publicado no Noticias e Tecnologia

Continue Reading

Geral

Tem uma Smart TV da LG? Fique a saber que o Google Stadia chegou

Published

on

By

Se é fã do serviço de jogos da nuvem Google Stadia e tem uma Smart TV da LG vai ficar feliz em saber que existem boas possibilidades de poder ter o serviço directamente na sua televisão. Este é um serviço que já tinha sido prometido pela LG no inicio do ano.

Assim, se a sua televisão tiver o sistema operativo WebOS 5.0 ou 6.0, poderá descarregar o Google Stadia directamente na loja de aplicações da sua televisão, e isso nos 22 países onde o serviço está actualmente disponível oficialmente, onde se inclui Portugal.

O suporte nativo para o Google Stadia permite que os utilizadores acedam ao conteúdo sem a necessidade de hardware externo. Tudo que precisa é de um joypad compatível capaz de se ligar à TV, seja através de uma ligação sem fio ou com fio, e com isso pode jogar Stadia directamente na sua TV LG.

Google Stadia chega às Smart TV da LG

Os televisores compatíveis com a actualização com o sistema operativo webOS são facilmente reconhecidos pela barra inicializadora na parte inferior, que é acessível através do botão dedicado no comando da LG. Se não tiver certeza de qual é a versão do sistema operativo da sua Smart TV da LG, o seu dispositivo possui no menu de configurações, para isso vá para Geral > Sobre a TV > Sobre a TV > Versão WebOS TV.

Este artigo foi originalmente publicado no Noticias e Tecnologia

Continue Reading

Em alta

Jokenpo - Um portal de conteúdo Nerd do grupo Experience.

November 19, 2021